domingo, 14 de dezembro de 2008

Recomeço

Casamentos acabam, namoros acabam, amizades acabam...
as vezes, estes estão entrelaçados, ligados por sentimentos, ou situações.
Estranho viver tantas coisas boas, passar por todos os processos,

conhecer, amar alguém e ver tudo isso indo embora.
Seja o ex marido, namorado vulgo grande amor ou até mesmo um grande amigo...
Depois de dois anos e meio desperdiçados da minha vida,

comecei a ver certas coisas de forma diferente.

Tudo bem que, nessas horas de partida e decepção, o meu pensamento é o mesmo: como pode, em meio à tantas alegrias, planos, momentos felizes, derrepente tudo acabar e só restar desgraça?
O pior é que tal desgraça é por toda parte.

Não só comigo, mas com as pessoas ao redor.
No fundo, acabo acreditando mais nas coisas ruins,

porque elas estão mais presentes na nossa vida. Pelo menos, na minha.
Tanta tristeza espalhada... As coisas dão certo para algumas pessoas, mas para outras nem tanto.
A questão é: se eu for ficar me martirizando com isso, não vou à lugar algum.
Apesar das mágoas que carregamos, ainda estamos aqui,

vivendo, eternamente águas de um rio que nunca seca.
Mesmo nessa 'fase ruim', 'maré de azar' ou como queira chamar,

existem coisas boas ainda para se viver, lugares para se conhecer, pessoas para interagir, sonhos a se realizarem, inúmeras coisas para se ver.
E são extamente essas coisas que fazem a vida valer a pena.

Quando percebi o enorme erro que cometi, diversas vezes durante esses dois anos, confesso que me desesperei. Por não conseguir me perdoar.
Justo eu que já havia apanhado suficientemente da vida, agora estava em situação pior do que qualquer outra, sendo mais uma vez, vítima de um jogo desonesto: o amor.
Tempo perdido não se recupera, mas se pode tentar tirar algo de bom do que já se passou.

Isso é o que estou tentando fazer agora.
Aceitar que certas coisas não se transformam, elas realmente acabam.

Daí seguimos nossas vidas como um novo começo, a partir daquele fim.
E também aceitar que a sorte de uns não é a mesma da nossa.

Têm coisas que não dão certo, talvez porque elas não eram pra ser, ou simplesmente, não nos esforçamos o suficiente ou até porque não depende só de nós.
A vida é cheia de mistérios... até onde sabemos, ela é um presente que nos foi dado e precisamos vivê-la da melhor forma.

Tristeza a parte, acabei enxergando uma luz no fim do túnel.
Existem coisas que SIM, dão certo e pessoas que encontram felicidade.

Não é da nossa compreensão, mas acontece, e é todo o tempo!
Uma mãe que vê pela primeira vez seu bebê, um estudande que passa de primeira no vestibular de medicina, alguém que ganhou na loteria, alguém que foi promovido no trabalho, quando alguém recebe um presente que é exatamente o que esperava, quando alguém ouve 'eu te amo' e se sente do mesmo jeito, dentre outras.
A minha hora ainda não chegou. Mas eu acredito que chegará.
Não importa se hoje algo deu errado, isso não significa que amanha tudo vai desabar ou que tudo vai dar certo.
O que importa é que eu ainda estou aqui para ir descobrindo que novas coisas irão acontecer na minha vida, e que eu posso até me surpreender com uma maré de sorte que pode vir vindo.



*

Um comentário:

Ícaro Sammpaio disse...

tem gente que chega pra ficar;
tem gente que vai e nunca mais.
viva e deixe viver.